Aprender A Investir - Canal Youtube Dedidado a Investimentos em Acções Usa (Dividendos)

Sejam todos bem-vindos ao canal Aprender a Investir

E porque o primeiro episódio foi perfeitamente imperfeito, volto a este assunto sensivelmente meio ano após esse primeiro vídeo. Resolvi voltar atrás no tempo porque analisando bem estes 6 meses, iniciei este canal como forma de brincadeira, gravar os vídeos de forma livre e sem cuidados porque estava a experimentar no que isto ia dar, nem sabia se haveria audiência interessada neste tipo de projecto que para mim é fascinante.

No entanto o canal tem demonstrado uma audiência interessada e crescente pelo que hoje acredito que devo melhorar essa explicação que no primeiro episódio não ficou bem explícito - Essencialmente o “Porquê do Aprender a Investir”.

A literacia financeira é essencial a qualquer pessoa que tenha objectivos de longo prazo, infelizmente este tema é vulgarmente esquecido. Portanto, julgo que com esta explicação, irão ser promovidas as sinergias e a interacção a todos os utilizadores que queiram investir e paralelamente seguir o canal.

Numa sociedade cada vez mais consumista e com créditos facilitados, é importante termos cultura e discernimento no que fazer com as nossas poupanças, isto quando estamos a atravessar há muito tempo uma fase em que as aplicações de poupança tradicionais oferecidas pelos bancos estão com rendibilidades a mínimos históricos. Se tivermos em conta a inflação, na verdade estamos a pagar ao banco para terem lá o nosso dinheiro e fazerem uso fruto do mesmo.

Então, tendo colocado esta perspectiva, é pretendido com este tópico explicar os objectivos de forma o mais clara possível, como os atingir e que ferramentas utilizar.

Este tópico acaba por ser uma reapresentação mais elaborada desse episódio 1 e destinado a quem começou a acompanhar o canal há pouco tempo ou para quem está agora a ver a primeira vez. Quem é utilizador regular do canal, pode sempre aproveitar para rever alguns temas importantes.

Então, do que se trata este canal de Youtube?

Pura e simplesmente, trata-se de ganhar dinheiro. Não de forma activa pois forma activa implica nós darmos o nosso tempo em troca de uma recompensa, neste caso um salário por exemplo. Aqui vamos aprender como sermos remunerados de forma completamente passiva ou seja, somos pagos enquanto fazemos outras coisas. Seja dormir, jogar futebol, ler um livro, ver televisão, ouvir música, browse na internet, etc.

Colocando aqui uma das citações mais conhecidas de Warren Buffett, uma lenda viva dos investimentos, diz o seguinte:

“Se não encontrares uma forma de ganhar dinheiro enquanto dormes, vais ter que trabalhar até à morte”

saupload_dw5UGsE-J1zIwueZH9pNOIcihjiHpXmJ4qD2VkP_Bnk1MskKK1mgJK8bHCFI8dcNLXiphcagIK33fEaPfticaMOVqVIumOV3Gw5pfZHmcVZ4N06mm3RBH5ixGgZqdaDvWilQJzK0

É um pensamento sombrio e frio mas cada dia que passa, mais me identifico com essa triste realidade. Infelizmente muitos de nós só nos apercebemos disso quando já é tarde por isso mesmo resolvi dar esse passo e abri o canal de YouTube por 2 razões:

  1. mostrar que isto não é assim tão complicado quanto isso fazer investimentos
  2. documentar a minha jornada, aprendendo e ensinando

Falei agora no Warren Buffett que é uma das minhas influências, entre outros, mas tenho que dar também especial destaque a outro dos grandes mestres: Peter Lynch que pegou no fundo Fidelity Magellan e transformou $20 milhões em $14 biliões em 13 anos.

Admiro ambos pelos resultados que conseguiram e pela consistência demonstrada ao longo dos anos. E, logicamente pelos ensinamentos que ambos nos foram transmitindo para que nós também possamos conseguir tirar partido do mercado.

Voltando então ao rendimento passivo.

Como o conseguir?

O meu método é de investir maioritariamente em acções que paguem dividendos. A forma de escolha de acções é fundamental pois é nessa escolha que se baseia o sucesso ou o fracasso da estratégia. Por falar de estratégia, há muitas mas esta é a que eu escolhi, por ser a que mais se adequa ao meu perfil de investidor e logicamente é desta forma que me sinto confortável.

Quando se investe, um dos principais pontos que muitos se esquecem é que devemos ficar confortáveis com o investimento, se conseguirmos isso, vamos conseguir dormir bem à noite. Se houver desconforto, muitas das vezes causados pelo desconhecimento no que se investe, não existe capacidade de raciocínio lógico, não se consegue sequer dormir tranquilo e daí vem uma fonte inesgotável de más decisões que podem transformar um retorno positivo em prejuízo.

Por exemplo, em Março 2020, durante o crash em todas as bolsas a nível mundial devido à pandemia do Covid-19, o valor do meu portfólio desvalorizou mais de 40%. No entanto, como sei onde investi, os negócios que tenho, mantive sempre a calma e inclusivamente comprei mais dos negócios que tanto gosto. Se vocês virem algo que gostam e a compram por 50 euros, o que fazem quando vêem exactamente o mesmo por 25 euros? Aqui é esse o raciocínio que nos permite ganhar muito dinheiro.

Desta forma, neste canal apresento algumas formas de analisar negócios, sempre de forma fundamental ou seja, os negócios têm que possuir características que os distingam dos demais, terem protecção para serem únicos e o mais importante – quem investe deve acreditar nesse negócio e conhecê-lo de forma a não ter dúvidas quando os artigos diários só falam de despedimentos, depressão, inflacção, falências e afins.

Ensino a valorizar negócios recorrendo a rácios que se complementam uns aos outros e que facilitam alguma coisa. Nada é infalível mas é sempre de considerer na hora de clicar no botão de compra ou venda.

Rácios: P/E; P/B; PEG; P/S; EV/EBITDA
Playlist dos Rácios:

Há muitas formas de investir, e o retorno é directamente proporcional ao factor risco ou seja, quanto maior o risco, maior o potencial de retorno.
Podemos então investir em:

  • Acções
  • ETF
  • Certificados do Tesouro
  • Certificados de Aforro
  • PPR
  • Crypto
  • Etc

Para mim a forma mais eficaz é investir em acções de empresas nos USA (bolsa NYSE e NASDAQ) mas uma vez mais, é necessário ter em consideração o perfil de cada um e a sua tolerância ao risco.
Então, depois de tudo o que foi dito, perguntam vocês, de que forma vamos ganhar dinheiro? O que precisamos de fazer? Que ferramentas vamos utilizar para isso?

É aqui que entram alguns conceitos que vou já explicar a seguir:

  • Dividendos
  • Taxa de Juro composta
  • Dollar Cost Average
  • Ferramentas necessárias

O que é um dividendo?

Normalmente, empresas com estabilidade no seu negócio, que sejam exemplares e que já tenham uma dimensão tal que não conseguem crescer muito mais, presenteiam os seus investidores com dividendos que podem ser pagos mês a mês, 3 em 3 meses, 6 em 6 meses ou 1 vez ao ano.

Este dividendo é pago e somos livres de fazer com este dinheiro o que quisermos. Eu como tenho por objectivo obter alguma independência financeira daqui por 20 anos, vou tentar sempre reinvestir todos os dividendos.

Para sabermos quanto é que as empresas pagam de dividendo, a sua periodicidade, a taxa (dividend Yield), e as respectivas datas, aconselho a verem este video onde tudo está explicado.

Explicação dos dividendos:

Podem ver aqui uma playlist com resumos dos pagamentos feitos mensalmente:

Conforme estava a falar, pretendo reinvestir todos os dividendos. Porquê? Para ter acesso à taxa de juro composta que é a segunda ferramenta fundamental para este método.

O que é a taxa de juro composta?

Como disse Einstein, a taxa de juro composta é a 8 maravilha do mundo.

Vamos então perceber a diferença entre o crescimento de um investimento com taxa de juro composta face a um investimento com taxa de juro fixa.

juros-compostos

Não há comparação. A taxa de juro composta é exponencial, quando começa a acelerar ainda cresce mais rapidamente e entra num ciclo vicioso. Isto porque são juros e render em cima de juros. A taxa de juro fixa é linear ao longo do tempo.

O que a taxa de juro composta precisa para ter efeito é capital inicial e depois dar tempo. Quanto mais cedo se começar mais rápido lá se chega.

Einstein já o dizia e entretanto muitos investidores têm ficado milionários com esse conhecimento. Não estou aqui a dizer que todos vamos ser milionários mas todos nós podemos ter alguma ajuda ao fim do mês se conseguirmos colocar as nossas poupanças a trabalhar para nós. É o que chamo de independência financeira, mesmo que apenas parcialmente. Tudo agora depende do que cada um consiga investir e se o faz eficazmente.

O que é o Dollar Cost Average (DCA)?

DCA é investir uma quantia fixa, com uma periodicidade constante. Ao investirmos o capital desta forma, vamos fazê-lo quando o preço das acções está baixo, quando está alto e, por sermos regulares, e a longo prazo o mercado provar historicamente que a tendência é de valorização, esse é um dos métodos possíveis de utilizar para quem tem dificuldade em chegar a um valor justo para determinado negócio.

Esta valorização vem com a experiência e eu próprio já o fiz mas por agora vamos deixar este tema para outro episódio. DCA está provado ser um método simples e eficaz, qualquer um o pode utilizar.

Então, podem optar por exemplo, para fazer o DCA em base mensal, o valor do reforço do portfólio é livre, cada um decide de que forma o quer fazer e com quanto. Por exemplo, por mês aplicar 100 euros. No meu caso tento aplicar 400 euros para conseguir acelerar o processo da taxa de juro composta.

Existe também a diversificação. Ou seja, não investir todo o capital no mesmo negócio porque caso alguma coisa se passe, ficamos numa situação complicada. Ao diversificar estamos a reduzir a exposição ao risco de termos apenas todo o capital aplicado num investimento. Há quem defenda que a diversificação se atinge com 6 negócios, outros com 10, outros com 30. É relativo e depende do perfil de cada um. No meu caso optei por diversificar em todos os 11 sectores do mercado dos USA. Desenhei e construí a minha ETF customizada.

Podem ver a diferença entre investir em acções e ETF aqui:

E podem ver o meu raciocínio para composição da minha “ETF” aqui:

div

Ferramentas necessárias

Precisamos de uma conta num broker. O broker é uma entidade que executa as nossas ordens de compra e venda ao mercado. Eu uso tanto a Degiro como o Trading 212.
Degiro:
https://www.degiro.pt/

Trading 212:
https://www.trading212.com/

Recomendo o Trading 212 por ser completamente livre de comissões que até ao seu aparecimento eram e ainda continuam comuns neste meio. Degiro é um broker de baixas comissões, foi uma evolução relativamente aos brokers tradicionais e agora o T212 veio eliminar essas comissões por completo. Recomendo. O T212 tem ainda como vantagem a possibilidade de compra de acções em fracções e estarem a revolucionar este segmento com características inovadoras como as Pies e o Autoinvest.

e

Há muitas outros brokers como e-Toro, Interactive brokers, Free Trade, etc.

Além disso, é muito importante terem bases e fontes de informação para poderem seguiros vossos investimentos.

Pessoalmente gosto de seguir as notícias com o Yahoo Finance, Seeking Alpha e Morning Star mas há muitos outros.


https://seekingalpha.com/
https://www.morningstar.com/

Cuidados a ter ao Investir:

Não investir aquilo que não podem perder ou que seja previsível virem a necessitar num futuro próximo. Isto porque o valor das acções é muito volátil e a curto prazo, podem desvalorizar. Se necessitarem de vender de um dia para o outro podem ter que assumir as perdas e isso não queremos.

Ao investir devem sempre assumir que o vão fazer por exemplo a 10 anos, caso contrário o que acima explico fica sem sentido. Quem gosta de negociar todos os dias é um daily trader. É uma outra estratégia válida mas muito mais arriscada. Como o meu perfil é o oposto a esse, sai fora do âmbito deste canal logo não vou abordar essa técnica.

Então porque devem vocês seguir este canal?

Primeiro, não estou aqui a vender nada, a única coisa que podem fazer para ajudar é subscrever, deixar um like e comentar. Só isso.

Se decidirem começar a acompanhar, pode notar que um dos factores diferenciadores é que decidi não ocultar nada ou seja, vocês têm acesso a todo o meu portfólio, a todas as compras, datas em que as faço, os motivos, quanto dinheiro tenho investido, têm acesso a tudo.

Qualquer investidor pode e vai cometer erros. Todos nós cometemos erros nos investimentos. Como eu tenho tudo aberto, tanto é visível o que correu bem como o que correu mal. Investir é mesmo assim.

Fica aqui um link com os erros mais comuns em investidores:

Em inglês sei que existem alguns canais com este format aberto, cá em Portugal julgo ter sido um dos primeiros a o fazer desta forma.

Existem muitos canais de YouTube com aconselhamento mas a única forma de sabermos que quem está a dar conselhos acredita de facto no que está a dizer, é utilizar o seu próprio dinheiro da mesma forma que aconselha os outros.

Neste canal isto é-vos cedido gratuitamente.

Se acham que será uma mais valia, façam a subscrição, deixem o like, partilhem e deixem um comentário.

Para terminar, tudo o que digo e faço expressa a minha opinião fundamentada no que vou lendo e analisando. Todos vocés devem também fazer a vossa própria pesquisa e não tomar as minhas ideias como infalíveis. Muito pelo contrário.

Por ultimo mas não menos importante, faço uploads regularmente seja com notícias com relevo aos investimentos, seja com temas que ache de interesse à literacia financeira. Espero que gostem do canal, conto convosco e até à próxima.

1 Like

Para quem não quiser ler fica aqui o vídeo:

Fiz ainda um pequeno trailer sobre a temática

1 Like

Neste episódio faço o balanço de dividendos relativo a Agosto de 2020.

Neste episódio, falo sobre como evitar a dupla tributação com o preenchimento do formulário W8BEN.

Neste episódio, falo sobre o grupo restitro dos Dividend Aristocrats, que características são necessárias para fazer parte e o que esperar de forma geral destes negócios.

Neste episódio, falo sobre o recente selloff no sector tecnológico, quais as possíveis causas para este movimento e o que fazer num futuro próximo.

Neste episódio, falo sobre a lista restrita dos Dividend Kings, negócios que pagam dividendo crescente anualmente há mais de 50 anos.

Neste episódio, falo sobre o split da NEE, aumentos de dividendo da STOR MSFT e O, falo do selloff e o meu entendimento sobre o mesmo e termino com a NKLA e SNOW.

Neste episódio, falo sobre o que comprei no dia de hoje para o portfólio e os principais motivos. Total do investimento foram 1200 euros.

Neste episódio faço o balanço de dividendos relativo a Setembro de 2020.

Neste episódio, falo sobre o novo formato dos vídeos (finalmente com microfone e gravação do desktop), vou em detalhe às compras feitas nas últimas semanas e termino com o meu ponto de vista a um possível crash devido às eleições dos USA.

Neste episódio, falo sobre a minha utilização das Pies e do Autoinvest nesta fase de volatilidade dos mercados e como cheguei à distribuição das Holdings no portfólio. Falo ainda da INTC, Sector Energético, Sector das Utilidades.