Dicas para manter a produtividade enquanto se trabalha em casa

Com o surto da COVID-19 já declarado pela OMS como pandemia, milhares de empresas em todo o mundo estão a tentar adaptar-se pedindo aos colaboradores que trabalhem a partir da sua residência.
O trabalho remoto tem as suas vantagens! Além de poder receber encomendas a qualquer altura e evitar todo o tempo perdido em deslocações, trabalhar a partir de casa permite um horário flexível e tempo extra para fazer exercício.

Apesar dos pontos positivos, trabalhar a partir de casa é bastante difícil. É crucial dividir claramente o tempo para trabalhar e o tempo livre, e estabelecer barreiras para manter o equilíbrio entre o emprego e a vida pessoal. Como não há contacto com outras pessoas durante um dia inteiro de trabalho, é possível que surjam alguns pensamentos de isolamento e que se sinta sozinho/a. A situação complica-se se houver membros da família em casa, que podem ser tagarelas ou ter dificuldade em compreender quando não devem interromper o nosso trabalho.

Estou a trabalhar remotamente há pouco mais de um ano e partilho neste post algumas estratégias que funcionam comigo para manter a produtividade a partir de casa.

Defina um horário de trabalho fixo

Trabalhar a partir de casa normalmente vem associado à flexibilidade de horários. Eu verifico que, sem um horário fixo de trabalho, facilmente acabo por fazer mais interrupções e prolongar o período do dia em que estou sentado a trabalhar. Definir um horário e, mais importante, segui-lo rigorosamente, é fundamental para ter um horário equilibrado e para evitar estar de serviço durante 10 a 12 horas por dia, graças às interrupções.

Para o/a ajudar a cumprir o horário pode usar-se como recurso uma série de ferramentas, como por exemplo escrever no início do dia o que se espera concluir durante o dia de trabalho ou usar uma aplicação de calendário para criar blocos de tempo de trabalho que depois devemos cumprir. Não recomendo nenhuma abordagem em específico nesta estratégia porque penso que depende imenso de pessoa para pessoa.

Defina um espaço para trabalhar

Esta foi a estratégia com mais impacto na minha vida. É fácil ceder à tentação de trabalhar num local mais confortável - o sofá, a cama ou perto do cônjuge para se sentir alguma companhia. Mas trabalhar a partir de qualquer local é prejudicial (para mim), porque torna-se mais difícil separar os momentos de trabalho dos de lazer.
Definir um espaço fixo para trabalhar permite associar o local ao trabalho e permite mais facilmente “desligar” do mundo empresarial quando se sai desse espaço. Assim, quando sair do seu espaço de trabalho, pode relembrar-se facilmente de que terminou o seu turno e que não precisa de responder imediatamente a um email, mensagem ou outra notificação de trabalho.

É óbvio que, para que esta estratégia funcione bem, são necessárias algumas condições. A Internet rápida ajuda, mas convém ter tudo o que precisa: Skype e Zoom instalados no computador para reuniões, uma VPN para aceder à rede da empresa, uma câmara para videochamadas (ou simplesmente usar um computador portátil) e uns headphones confortáveis serão suficientes para a maior parte das interações com os colegas.

Estabeleça regras para as pessoas que moram consigo

Por vezes é possível que haja dificuldades em separar-se da sua família nos momentos de trabalho. Apesar do trabalho em casa ser muitas vezes pacífico, infelizmente é possível que algumas pessoas tenham o preconceito de que trabalhar a partir de casa é sinónimo de disponibilidade permanente. Isto pode manifestar-se de diversas formas: a expectativa de que vá às compras no horário de trabalho, que faça as tarefas de casa a qualquer altura ou que deve estar sempre disponível para conversar.
Esta é uma situação delicada que deve envolver muita comunicação da sua parte e deve explicar que precisa de privacidade para conseguir produzir o seu trabalho. Se possível, comunique quais as suas horas de trabalho e tente compensar interagindo um pouco mais com quem mora consigo quando faz uma pausa ou no final do dia de trabalho.

Faça pausas

É importante que, para a sua sanidade, planeie e faça várias pausas durante o dia. Se tiver um amigo patudo em casa poderá passeá-lo mais frequentemente para que possa apanhar ar fresco.
Durante as suas pausas faça um esforço para se manter afastado de todo o tipo de ecrãs. Evite a televisão, Internet e as redes sociais, porque estão minadas de notícias tristes da evolução do vírus. Se é investidor ou accionista, agora não é uma boa altura para consultar os seus investimentos. Aproveite para ler o livro que anda há imenso tempo para ler, medite, e deixe o telemóvel longe de si enquanto o faz.

Pare de trabalhar

Esta dica é talvez mais importante para os que começaram agora a trabalhar a partir de casa. Agora que não há comboio ou autocarro para apanhar no final do dia, se notar que trabalha frequentemente fora de horas, coloque um despertador para o final do horário de trabalho.

Os momentos difíceis que enfrentamos agora fazem com que os períodos em que não trabalhamos pareçam estranhos, desconfortáveis e inquietantes, o que pode levar a que queira ocupar-se com trabalho para se distrair desta realidade. Não faça isto. Há inúmeras coisas que pode fazer quando não está a trabalhar: ligue a familiares para saber como estão, faça uma videochamada com os seus filhos/pais para meter a conversa em dia, consuma livros, séries e filmes, dê passeios curtos e jogue jogos de tabuleiro para ajudar a passar o tempo livre.