Portugal é o país com maior redução de emissões CO2 da UE entre 2017/2018

#1

A Eurostat lançou os resultados de um estudo que regista a evolução das emissões de Dióxido de Carbono (CO2) por parte dos estados-membro. A estimativa é que, no período entre 2017 e 2018, Portugal foi o que reduziu mais as emissões (-9%), seguido da Bulgária, Irlanda e Alemanha:

14

Apesar da média indicar que as emissões diminuiram neste período, as emissões de dióxido de carbono representam praticamente 80% do total de gases com efeito de estufa na UE, algo que juntamente com várias legislações propostas e outras a entrar em efeito num futuro breve, deverão melhorar a contribuição da UE para a diminuição global do total de gases com efeito de estufa.

Noticia via pplware.

3 Likes
(João Pedro) #2

É caso para ter orgulho mas falta saber quanto dessa diminuição foi porque as pessoas deixaram de andar de carro por causa do preço da gasolina

(Tiago Santos) #3

Portugal já quebrou vários recordes relacionados com as energias renováveis, João.

Mais de metade da nossa necessidade de energia é garantida por fontes renováveis:

Na verdade, até somos o terceiro a nível da UE que mais usa energias renováveis, a seguir à Austria e à Suécia :slight_smile:

Não estamos na liderança em várias frentes, mas penso que é caso para ter orgulho do nosso :portugal: :wink:

1 Like
#4

Vi um comentário à publicação no facebook ao qual gostava de responder:

Penso que a mensagem possa ter sido mal entendida. Portugal foi o país que mais reduziu as emissões (isto é diferente de dizer que tem menos emissões). Além disso, a comparação da medição das emissões ano após ano é feita percentualmente. Ou seja, imaginemos que em 2017 emitimos 100 toneladas de CO2. Em 2018 emitimos 91 toneladas, uma descida de 9%. Esta descida percentual de 9% foi superior às descidas dos outros países da UE.

Feita esta observação, penso que o resto do comentário é pertinente, e bate certo com o que o @joaopedro já tinha dito.

1 Like
(Gonçalo) #5

Não o teria dito melhor, Manuela.

Penso que a última mensagem diz muito. As pessoas que comentam a veracidade das notícias e fazem juízos de valor baseadas nos seus sentimentos em vez de se basearem em dados concretos têm de entender que se colocam numa posição de descrédito imediatamente. Como é que é possível ter uma conversa ponderada com alguém que não quer ter o trabalho de ler as noticias?

Este senhor parece ter o ponto de vista do @joaopedro, que na minha opinião é perfeitamente legítimo, mas depois apoia o seu argumento com frases como:

acho uma mentira absoluta a das energias renováveis

O que é que isto quer dizer, que as energias renováveis são mentira? Que Portugal não usa energias renováveis? Onde é que está algum indício de prova que apoie esta frase?

a parte que eu expus, o argumento da população é um fator relevante

Penso que a @manuelachaves fez um belíssimo trabalho a explicar que os resultados deste estudo em particular não dependem da dimensão da população.
Vejamos o caso da Alemanha e da França, dois dos países mais populados da UE, e a Alemanha ficou 3 lugares atrás de Portugal na classificação, que é bastante respeitável. Poder-se-á com toda a certeza afirmar que a redução total da Alemanha foi superior à nossa, mas a nível percentual acabámos por ficar na liderança. Aliás, a meu ver, pouco importa quem ficou no pódio, são indubitavelmente boas notícias a tendência da redução de emissões de CO2.

1 Like